ZUZU FONTES

PLUS SIZE MODEL

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

CATASTROFE FOI A FORMA QUE O DIABO ENCONTROU DE FAZER ARTE E ASSINAR EMBAIXO zuzu fontes


CATASTROFE


Catástrofe foi a forma que o diabo encontrou de fazer arte e assinar embaixo.
Catástrofe é o inesperado porvir, mas nunca conosco, nunca. Somos sempre surpreendidos diante dela.
Catástrofe é a única certeza quando tudo, absolutamente tudo, e mais um pouco da totalidade, dá errado.
Catástrofe nunca abrange uma só pessoa, algumas, dezenas ou milhares de queridos são nos tirado de perto assim... Ins-tan-ta-nea-men-te!
Catástrofes acontecem todos os dias, em qualquer lugar do mundo e nunca se descobre ao certo o fio da meada, e os porquês são explicados em planilhas, papéis, cálculos complicadíssimos, tribunais e tribunas, aos quais nunca entendemos nada. E acabam em pizza. Leva-nos a pensar na vida a catástrofe, visto que alguém de perto se foi. Refazemos contas, valores, planos, repensamos o passado. Muitas vezes repensamos o que se foi. lamentamos com poços de lagrimas.
O que se foi não volta mais em catástrofes. O que poderia sido, o controle de algo ou não, mau jeito e quase sempre muito, muito surpreso, a estupefatez da negligencia.
Ridículo tentar definir o indefinível, dissertar sobre escombros, isso se cabe a imprensa.
Mas a dor de alheios, anseio por dessecar.
Como cadáveres oriundos de uma catástrofe, essas dores estão como perdidas no espaço, e nem uma mídia, ou ministro, ou presidente vai conseguir tornar melhor, nem com milhões de indenizações. Insandice!
Loucura pensar que catástrofes podem ser cobertas com vil metal, apagando o afeto que estes nos deixam, planos não realizados, futuros planejados. Podemos prevenir-nos de políticos inescrupulosos, de equipamentos sucatados, de aparelhagens mal conduzidas, radares funcionados com faro falível, instrumentos mal passados.
Mas, o que não dá mesmo pra ser levado a serio numa catástrofe e o amanhecer após ela. Não da mesmo, pra crer que tem sol lá fora, que vai ter entardecer, e que a bromélia abrirá na próxima estação.
Porque a próxima estação pode ser uma catástrofe.