ZUZU FONTES

PLUS SIZE MODEL

segunda-feira, 28 de junho de 2010

MOVIMENTO NACIONAL DE USUÁRIOS DA LUTA ANTIMANICOMIAL

 
COMUNICADO NACIONAL
No ano de 1987, nasceu o MNLA, um movimento pró-saúde mental que defende a extinção dos manicômios e hospícios do Brasil. Um deputado fez um projeto de lei e foi aprovado em 2000 no congresso e senado federal, a lei 10.216, uma vitória do movimento nacional da luta antimanicomial. No IV Encontro Nacional do MNLA, começa a iniciar um novo processo de divisão do movimento, sendo essa divisão concretizada no V Encontro Nacional, em Miguel Pereira. Um marco histórico se fez nesse encontro. Nasce a Rede Nacional de Internúcleos da Luta Antimanicomial, com ideologias análogas ao Movimento Nacional de Luta Antimanicomial, porém com metodologias e perfil diferentes.
Nessa fase contemporânea, percebemos claramente nos serviços de saúde mental, nos eventos nacionais, estaduais e regionais tais como Conferências, Encontros etc., que muitos usuários não possuem uma voz autêntica, independente e verdadeira, pois muitos profissionais e familiares insistem ainda em falar por eles, insistem em influenciá-los a serem porta-vozes com fins de interesses próprios. Vemos por exemplo, familiares insistindo com profissionais que a medicação está fraca e que teria que aumentar; vemos também muitos familiares solicitando e orientando profissionais a favorecer a internação para não se dar o trabalho de cuidar do paciente em casa ou nos CAPS.
Levando em consideração que os usuários precisam e tem o direito de optar pelo tratamento, além de ter o direito de decidir sobre suas reivindicações em plenárias e eventos em geral sem a interferência de outros segmentos visto que são os usuários que passaram e passam por manicomializações sociais, maus tratos, preconceitos, discriminações e estigmas dos mais diversos tipos e portanto são eles que sofrem na pele as conseqüências das decisões sobre assuntos relacionados á saúde mental por serem os atores principais passíveis dessas decisões, NÓS USUÁRIOS DOS SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL ESTAMOS PLANTANDO UMA SEMENTE QUE PRETENDEMOS GERAR UM MOVIMENTO NACIONAL DE USUÁRIOS DA LUTA ANTIMANICOMIAL ( MONULA ), para podermos ter um espaço só nosso onde nós discutiremos assuntos pertinentes aos nossos tratamentos, vida social, cultural e assuntos afins, para que possamos ter a nossa voz valorizada e referendada pelos atores passíveis de manicomialização social desse país.
O MOVIMENTO NACIONAL DE USUÁRIOS DA LUTA ANTIMANICOMIAL tem como finalidade priorizar, valorizar, orientar e referendar a voz autêntica dos usuários dos serviços de saúde mental, além de ajudar nas denúncias e protestos referentes aos mesmos. Em um futuro próximo, poderemos nos organizar para eventuais surgimentos de espaços de discussões tais como plenárias e encontros.
Gostaríamos de deixar bem claro que outros segmentos (profissionais, gestores e familiares), que concordarem com nossas reivindicações, se quiserem nos apoiar e lutar juntamente conosco, serão bem vindos, pois muitos profissionais e familiares falam a nossa língua e sabem que nós precisamos andar com nossas próprias pernas. Precisamos deles, pois não se faz políticas públicas de saúde mental sem o apoio e sem parcerias como as de outros segmentos.
No mais, devemos esclarecer que o MOVIMENTO NACIONAL DE USUÁRIOS DA LUTA ANTIMANICOMIAL, apóia e trabalha em simbiose com o MOVIMENTO NACIONAL DA LUTA ANTIMANICOMIAL, sendo parceiro incondicional desse movimento.

Atenciosamente

ALEXANDRE BELLAGAMBA DE OLIVEIRA
Movimento Nacional de Usuários da Luta Antimanicomial
Membro Titular da CERP-CES/SESDEC-RJ
Filiado da ABRASME
Conselheiro da APACOJUM
Ativista Antimanicomial
Usuário do CAPS de Cabo Frio