ZUZU FONTES

PLUS SIZE MODEL

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

FILME "SUPERNOVA"RELATA DRAMA PSICOLOGICO

Extraído do ¨Jornal de Uberaba¨

Depois do filme sobre o médium Chico Xavier ter cenas filmadas em Uberaba, agora é a vez da produção cinematográfica "Supernova", que relata um drama psicológico sobre a morte de uma estrela. O filme terá as filmagens feitas no Sanatório Espírita de Uberaba com participação de 50 pessoas, sendo que a maioria será uberabense.
O filme conta com as produtoras Máfia do Pão de Queijo Studio e Mira Produtora, produção executiva Mário Di Poi, direção de fotografia: Marcelo Brito, direção de arte: Mônica Polazzo e produção de Erez Milgrom.
Conforme o diretor do filme Supernova, Guilherme Tensol, que é formado em Direito, Ciências Sociais e Cinema, trabalhou em São Paulo e Rio de Janeiro com cinema, em Uberaba foram feitas gravações no Sanatório Espírita, no mês de junho, e a previsão é que no início do ano que vem novas cenas sejam gravadas na cidade, com participação de atores de São Paulo e Rio de Janeiro.
Tensol enfatiza que o filme Supernova terá um processo artesanal, com gravação no Sanatório com médicos, especialistas e funcionários. O local foi escolhido por se tratar de um dos poucos hospitais psiquiátricos em funcionamento no país, além de ser um prédio histórico. "Em 2012, o filme Supernova estará em cartaz nos cinemas do Brasil. Terá duas pré-estreias, uma em Uberaba e outra na Sinagoga em São Paulo. Tentaremos fazer uma premier dentro do Sanatório e outra no Sesi, e depois em São Paulo", argumenta.

Sinopse - Guilherme observa que o filme é uma história existencialista, que flerta com vários pensamentos da psicologia e da filosofia, que aborda questões sérias - a legitimidade ou não da luta antimanicomial; o judaísmo e sua inserção no mundo contemporâneo; o poder da psicanálise enquanto ferramenta de cura; os mistérios da genialidade e superdotação; o abuso infantil, tantas vezes velado. "O filme é ambientado em um sanatório psiquiátrico e relata o dilema do especialista Albert Delacroix, um psiquatra judeu em crise existencial próximo de se aposentar que se vê obrigado a tratar de Eugênia, uma menina superdotada e esquizofrênica, vítima de trauma misterioso", relata.
Guilherme conta que no filme estão envolvidas mais de 50 pessoas, sendo que a maioria é uberabense. Ainda segundo o diretor, outras cenas serão gravadas na Sinagoga, na cidade de São Paulo, já que o protagonista é judeu. (SN)