ZUZU FONTES

PLUS SIZE MODEL

domingo, 17 de outubro de 2010

O SUS E EU - PARTE 2

O SUS E EU
Fui anteontem fazer uma dessas consultas de rotinas do SUS.Uma consulta ginecológica,daquelas que nem avental põem na gente no posto de saúde daqui da cidade de Marataízes.A consulta estava marcada com uma semana de antecedencia, era pra mostrar o resultado de um preventivo.Mas não havia ninguém no posto.O dia era sexta-feira,dia normal e comum,se não tivesse uma consulta  médica pública no meio do dia.
Não tinha um aviso na porta,não me deram um telefonema avisando,e nem um sinal de respeito a minha pessoa,ás pessoas do bairro pra avisar que não funcionariam...Inconformada,liguei para a agente de saúde:
-Alô,Andréa?A minha consulta esta marcada para meio dia, não tem ninguém aqui,nem um aviso,nada.Estou precisando do médico. O que houve?
E,meio sem jeito, meio sem ânimo,e com vergonha da desorganizaçao da secretaria de saúde, ouço-a dizer:
-Ah, dona Zulmira!Eles ontem resolveram as 15.40 da tarde que hoje seria ponto facultativo...Foi essa a hora que fiquei sabendo...É festa da cidade amanhã e eles resolveram não trabalhar hoje...
Fodem-nos ao meio dia,com médicos e funcionários pagos por nós e nada...
Bom,falava mesmo,e não quero me esquivar disso, que não havia ninguém no posto de saúde. Estranhei deveras.Na penúltima ida, quando fui retirar sangue fui recepcionada por um pelotão.Ah,caro leitor,pensa que era um destes da marinha que fazem manobras aqui no Espírito Santo?Qual o que!
De bosta mesmo,bem ali,viçoso, na companhia de umas moscas solidárias,no meio da escada.As pessoas subindo e descendo para retirar o sangue o o pelotão ali,feliz, nos recepcionando por algum desavisado do intestino, que encontrou alívio no meio da escada do posto de saúde de Lagoa Funda onde encontrou acolhimento de mãe.
 Nem mesmo este  para me recepcionar.Que cartão postal lindo,aquele cagalhão ali no meio da escada,pena que esqueci a câmera para ilustrar esta minha estória de médico que trabalha onde os outros se divertem.Ao pedir para ir ao banheiro depois da retirada do sangue-estava passando mal dos rins,a enfermeira diz- não este banheiro não está limpo...Vá no outro que ainda está sendo lavado...E, entre me unir ao pelotão e entrar num banheiro escorregadio de sabão,preferi a segunda opção...
O vil atendimento do SUS funciona assim :
-O médico começa a consultar à uma  da tarde,e eu não entendo o porque que as consultas são marcadas as doze e trinta horas.Não, não é só a minha que foi marcada com meia hora de antecedência.Mas todas:Se tiverem 20 pacientes a serem atendidos,os 20 terão que chegar meia hora antes, e serem atendidos por ordem de chegada.Então se cada consulta dura 15 minutos-Sim!Uma consulta do SUS dura em média de 10 a 15 minutos no Brasil-a pessoa fica lá por 2 ou 3 horas esperando pelo médico...Uma sacanagem!Um estupro coletivo!Uma falta de consideraçao com o paciente!
Se é atendido em ordem de chegada,pra que marcam hora?Se o médico só chega a uma hora da tarde,porque marcam meio dia e meia?
E,quando tive que ir ao pronto socorro, o médico me disse que não dão encaminhamentos, que eu tenho que sofrer mais um mês, marcar um clínico geral, aguentar mais o desespero que é a dor, esperar pela festa da cidade,marcar de novo e gastar tubos com remédios paleativos,procurar a agente de saúde do bairro,marcar de novo,e esperar pela vaga, sentir mais umas dores enlouquecedoras, entrar no soro desesperada do hospital,orar muito pra não morrer,e esperar para que os homens públicos desta minha cidade sejam pessoas de bem.
Marquem atendimentos que sejam realmente feitos, que não marquem em horários que os médicos não estejam ali,que o medico cumpra o seu horário sem ir embora porque os marcados faltaram,esquivando-se das situações emergenciais, que me avisem quando, ao seu bel prazer,facultarem os pontos sem antecedência,me respeitarem.
Bem, podemos moldar o cagalhão já citado previamente com qualquer um destes homens.Ou já se bem assemelham?