ZUZU FONTES

PLUS SIZE MODEL

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Documentário sobre luta antimanicomial será lançado hoje na OAB


     Por ocasião dos debates em torno do Dia da Saúde Mental, transcorrido no último dia 10 de outubro, o cineasta, psicólogo, bacharel em Direito e mestre em Filosofia Júlio Oliveira Nascimento lançará nesta sexta-feira, 14, em Belém, sua mais nova produção: o documentário "As Cores da Utopia". A premiére será realizada no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (Seção Pará), às 16 horas, encerrando oito anos de dedicação ao projeto.  A entrada é franca.
A obra conta a história do artista plástico baiano Reginaldo Bonfim, soteropolitano que chegou a participar de programas de televisão, como o Chacrinha, mas, submetido a condições desumanas em São Paulo e no Rio de Janeiro, foi tomado pela esquizofrenia. O ponto de partida do filme é o questionamento sobre "o que é normalidade"? Com 80 minutos de duração, a produção independente é o primeiro longa-metragem de Júlio e sugere que a loucura envolve comportamentos mais profundos do que aqueles estereotipados pela psiquiatria arcaica.
"O filme também discute a questão da saúde mental e a importância da luta antimanicomial", afirma o cineasta, que veio a Belém lançar o filme com o apoio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), através da Coordenação Estadual de Saúde Mental. O filme já foi lançado oficiamente em Goiania, terra natal de Júlio Nascimento, junto com o site http://www.ascoresdautopia.com/
Serviço: Lançamento do filme "As Cores da Utopia", de Júlio Nascimento
Data: 14/10/2011 (sexta-feira)
Local: Praça Barão do Rio Branco, 93 - Campina, esquina com travessa Gama Abreu
Horário: 16h
Entrada franca
Mozart Lira - Ascom/Sespa